Tecnologia Oftálmica

+100%-

APRESENTAÇÃO DO CURSO

Descrição
O curso de Tecnologia Oftálmica foi o primeiro curso tecnológico da UNIFESP. Este curso teve como embrião o Curso de Ortóptica, oferecido pela universidade desde 1962. Desde 1997, ele é considerado referência de qualidade na área pelo MEC. Com o Programa do Governo Federal para Reestruturação e Expansão das Universidades Federais – REUNI, iniciado em 2007, houve uma inovadora reformulação do currículo da Tecnologia Oftálmica que passou a enfrentar novos desafios para a formação dos egressos.

Assim com a necessidade de adequação de um conteúdo curricular mais alinhado ao perfil do egresso, novamente uma nova reformulação do currículo da Tecnologia Oftálmica foi proposta pela Comissão de Reforma dos Cursos Superiores de Tecnologia em Saúde da Câmara de Graduação da Escola Paulista de Medicina e também pela Comissão Curricular do Curso de Tecnologia Oftálmica.

O novo currículo do curso inclui dois ciclos, o básico e o profissionalizante, administrado em três anos período integral. O ciclo básico, ministrado no primeiro ano e compartilhado com os ingressantes dos demais cursos tecnológicos (Radiologia e Informática em Saúde), abrange disciplinas das três grandes áreas do conhecimento, com um núcleo de biológicas, exatas e humanidades, além de unidades curriculares que aproximam o estudante da vivência diária das habilitações em Tecnologia Oftálmica, bem como unidades curriculares eletivas que permitem ao estudante construir sua trajetória acadêmica. Os dois anos seguintes são dedicados à formação profissionalizante, realizada no Departamento de Oftalmologia e Ciências Visuais, outros departamentos da Unifesp e no Hospital São Paulo. O último semestre é um período de estágio supervisionado obrigatório, no qual o estudante desenvolve um Trabalho de Produção Intelectual individual, em uma especialidade de sua escolha.

Tem como filosofia a formação de profissionais aptos a colaborar com a oftalmologia nos cuidados da saúde ocular, desempenhando funções de avaliação, pesquisa e prevenção de problemas oculares, por meio de tecnologia cada vez mais avançada, bem como a assistência à população e ao fomento de produção de novos conhecimentos científico-tecnológicos, de forma integrada e multidisciplinar. Nesse sentido, oferece educação para o trabalho aliando uma base teórica sólida e abrangente a uma formação profissional específica de alta qualidade.

Reconhecimento
Decreto 82.412 publicado no D.O.U. de 17/10/1978 (Curso de Tecnólogo em Ortóptica).
Reconhecido pela Portaria Seres/MEC nº 409, de 30/08/2013, publicada no D.O.U. de 02/09/2013 (novo código e-MEC, nº 201117990).

Perfil Profissional
O mercado de trabalho tem sido muito receptivo ao tecnólogo oftálmico. Os tecnólogos podem se inserir em equipes multidisciplinares de assistência à saúde ocular, em cooperação com o oftalmologista, em hospitais, multiclínicas e consultórios oftalmológicos. Além disso, crescentemente atuam em indústrias, na área de inovação tecnológica em empresas de aparelhos oftalmológicos e gestão em saúde. Uma vez formado, o tecnólogo poderá continuar seu desenvolvimento acadêmico ingressando em programas de pós-graduação (senso lato ou estrito).

O mercado de trabalho para o profissional está em alta, a junção do aquecimento na área específica, novos equipamentos e a falta de mão de obra qualificada trouxeram boas oportunidades no segmento e consequente aumento salarial.

Modalidade/Turno
Integral

Ingresso
SISU

Grau Conferido
Tecnólogo

Número de Vagas
17

Duração
6 semestres

Ano de Criação
Parecer CFE 3.298/1976 de 08/10/1976.

Coordenadora
Prof.ª Dr.ª Nívea Nunes Cavascan
nivea.cavascan@unifesp.br


Atos normativos do Conselho Nacional de Educação

Diretrizes curriculares do curso (MEC)

Lista de consulta para UC’s e Conteúdos programático

Unidades Curriculares disponíveis e seus Conteúdos Programáticos

Matriz Curricular

Consulte a Matriz Curricular do Curso

Projeto Pedagógico

pdfProjeto Pedagógico do Curso Superior de Tecnologia Oftálmica